segunda-feira, janeiro 19, 2009

A Long Way


De George Washington a Barack Obama - A Long Way (FYI)

6 comentários:

peri s.c. disse...

Com tantos fantasmas às suas costas, não dá para esperar muito do novo Messias.
Entrada grátis na Disneylândia já seria um grande passo.

roserouge disse...

A questão aqui não é se o homem quer ou não fazer a diferença. O problema é se o DEIXAM fazer a diferença, a tal mudança que ele tanto fala. A ameaça vem de dentro, mais do que de fora.

peri s.c. disse...

RR
Esse é exatamente o ponto. Os fantasmas, todos eles bem reais, muito espertos e defendendo seus próprios interesses estão à sua volta, em cima, em baixo.
Pelo otimismo mundial, parece que ele é um socialista, vai governar sozinho e fazer o que bem entende, ah, ah.

roserouge disse...

Peri, as pessoas estão tão fartas das suas vidinhas miseráveis que acreditam em qualquer coisa que lhes dê uma luzinha de esperança. Polémicas à parte eu continuo a achar que o facto de um negro ter chegado à Casa Branca foi uma vitória importante. A mudança começou logo aí, alguma coisa aconteceu de facto, naquela nação violenta, racista e ignorante. Daqui para a frente, vamos ver. Claro que o homem não vai governar sózinho. O problema é esse. Não sou pessimista por natureza, espero que não tenhamos ali outro Kennedy. Vou tentar assistir à cerimónia de posse.

peri s.c. disse...

RR
Temos um ditado aqui, que pode ser daí também : " a esperança é a última que morre". Ele explica nossas expectativas.
E como todo cuidado é pouco, ouvi agora á pouco que até o terno que ele vai usar é à prova de balas. ( humm, de que calibre ? )

disse...

Bom não sei...sou otimista por natureza.Tempos difíceis como estes em nossa geração,não me lembro mas tenho enorme empatia por este jovem homem que me parece mais sábio...a vitória de uma raça tão descriminada já é uma coisa sem prescedentes.Seu discurso inaugural é inspirador.Espero deixem ele governar.É no momento a única esperança,portanto acreditemos! Bjs