terça-feira, janeiro 27, 2009

Ao Sol, em Miami...


Ontem, tive que ir tratar dum assunto chato num organismo público, daqueles em que é preciso tirar uma senha e ficar ali sentadinha à espera que chegasse a minha vez. Comprei o jornal "Público" e, de folha em folha, de nenúfar em nenúfar, deparei-me com esta bela foto da ex-candidata presidencial da Colômbia, Ingrid Betancourt. A julgar pela magnífica forma física que a pequena apresenta, a primeira coisa em que pensei foi que, a melhor receita para emagrecer e manter o bom aspecto, é ser raptada pelas FARC e ficar "fechada" numa selva durante seis anos. Quais dietas, quais ginásios, quais pílulas, quais nutricionistas!! Tudo treta, tudo dinheiro deitado fora! Gordos e gordas deste mundo: deixem-se raptar e comam minhocas, folhas de epífitas, bagas e coxinhas de iguana durante algum tempo e vão ver se mais alguma vez têm problemas de peso! Ela até já tem um novo romance e tudo...(bem ao fim de seis anos nas "tierras calientes" sem...hãããã... aquilo, deve estar um vulcão digno de qualquer tertúlia virtual...) quem diria, hein?! Ó Ingrid, venha de lá o teu livrinho de memórias, filha, vai ser um sucesso de vendas! Joder, que "tierra templada"!
PS - O meu ego purulento não me deixa ir embora sem contar que, quando em Agosto passado estive a trabalhar na Embaixada da Colômbia cá em Lisboa, para além de secretariar "El Senõr Ambajador", fiz também e a pedido do Adido Militar, uma pequena tradução de espanhol para português. Esse texto, para além de enaltecer as inúmeras qualidades e feitos históricos do Ejercito Colombiano, relatava também a heróica libertação de Ingrid Betancourt pelo mesmo exército no mês anterior. Joder, para que conste.

12 comentários:

Ezequiel B. Duarte disse...

Sim senhor, encontrei por acaso este blog e achei um piadão.

Pela sua forma física, esta senhora bem que podia deixar a carreira política e dedicar-se ao cinema, ao teatro, à música, ao ténis, sei lá.

Próxima edição da FHM... "Ingride - a história de uma raptada que passa a ser raptora" -

Tragam-me as Algemas

Eduardo P.L disse...

É verdade. Esta uma gatinha! Se a moda pega, os guerrilheiros não vão dar conta do número de "candidatas"....

roserouge disse...

Olá Ezequiel, obrigada pelo simpático comentário!

Eduardo, também concordo contigo! rsrsrsr! Será a melhor maneira de acabar de vez com a guerrilha colombiana? Quando comerçarem a ver exércitos de obesos a entrarem pela selva adentro são os primeiros a fugir!!

peri s.c. disse...

SPA-FARC, the best.

expressodalinha disse...

Mas não podem beber água, senão lá se vai a dieta. Olha lá, quem é o Joder? Não percebi nada...

Al Kantara disse...

Mas que salerosa que está a guapa. Se não tem sido raptada, se calhar, estava um cavaco.(sem ofensa aos que verdadeiramente o são...)

roserouge disse...

"Joder" é uma expressão que os espanhóis, ou quem fala espanhol, repetem constantemente, é assim tipo, porra ou dassss ou assim. Mas não é considerado palavrão. Lá na embaixada não diziam, pelo menos ali, mas se calhar cá fora...

Alice Salles disse...

hahahaha eu que não quero passar por esse "spa" de primei(cof cof)ríssima qualidade!

Georgia disse...

Eu ainda prefiro a dieta de contar os pontos daquilo que se come. Dá super certo e efeito imediato. Pode-se perder até 5 kg no mês e sem passar fome.
Nem pensar em ser raptada e comer minhoca, Éca!!!

expressodalinha disse...

Joder... ah, pois, é espanhol, claro!

roserouge disse...

Nos filmes do Almodôvar estão sempre a dizer "joder", mas muito rápido, quase não se percebe. Faz parte. Os espanhóis que conheço também.

Al Kantara disse...

Pois é, eles falam, falam, e no fim não os vejo a fazer nada...