sábado, fevereiro 07, 2009

Velha Cidade Alface - O Aguadeiro

O Aguadeiro
Olhai, senhores, esta Lisboa d'outras eras...
... ... ...
Das festas,
das seculares procissões,
Dos populares pregões matinais
que já não voltam mais!

"Há água fresquinha! Quem quer quem quer?"
O Aguadeiro era o homem que vendia água ou a levava aos domicílios.

13 comentários:

pureza disse...

Foto de arquivo, lindíssima.
Vendedor de água, quem diria, na era da fotografia.

roserouge disse...

Pequena Pureza, eu não zei a data da voto mas penzo que seja do frincípio do sec. XX, tipo anos 20 ou 30, sei lá... Ou até mesmo 40 ou 50, tou numa vesta...vim só aqui vfer se alguém me tinha ligado alguma coisa...ninguém me liga nenhuma aqui fou foltar lá pra baixo ouvir histórias de cavalos, tou no Ribatejo...riiiiinchchchch!

pureza disse...

É, eu estou passando por aquela famosa crise dos tostões - agenda zerada. Adoraria ouvir histórias de cavalos no Ribatejo, ouvindo, talvez, não sei, a dulce pontes ou qualquer coisa que lembre a música "medieval" portuguesa.

João Menéres disse...

Ninguém te liga a ponta de quê?
Eu que estou aqui praticamente todos os dias?
És uma ingrata, é o que tu és.
Escrevo-te mails imensos, comento e tens queixas?
Que mais queres , infeliz criatura?
Queres ganhar dois tostões?
-Pronto, hoje em vez de Vodka, embrulha-me aí num saco grande de papel um bocadito dessa água para dar para a viagem que vou fazer ao Ribatejo. A água parece que é purinha e eu gosto dessas coisas sem químicos.

João Menéres disse...

Há quase duas horas que estou à espera que me avies a água no pacotinho, e tu, NADA!
Depois, queixa-te que não freguesia, que não ganhas nem para os tamancos !!!
Desgraçada, é o que tu és...
Melhor dizendo: uma desmiolada.
Junta-te à tua amiga Alice Com uma diferença, ela esfola! Não preguiça.

João Menéres disse...

Sabes quantas horas já passaram mais, sabes?
E, depois, põe-te a cantar

QUEM QUER, QUEM QUER?

roserouge disse...

Ai, João que maldade! Ontem foi o aniversário do meu sobrinho João que fez 11 anos. Hoje foi almoço de família outra vez, foi o aniversário da minha mãe que fez...hããã...27, pronto...

Pureza, tá descansada, vem muita portuguesice por aí...

João Menéres disse...

Pronto, já trouxe o pacote com a água.
Mas, viste o tempo que por ti tive de esperar?

Parabéns à tua Mãe. Podias ter dito...
Em Abrantes, tudo dantes?
Beijo.

roserouge disse...

Tudo como dantes. Não saí de casa da minha irmã, lá é que se estava bem. Comidinha da boa, vinho tinto caseiro do melhor também, ficámos todos muito alegrinhos e, sobretudo, a família juntinha a celebrar a vida. Hoje o almoço, foi num restaurante fantástico chamado "O Pinhal". Bonito, a decoração muito elegante, o serviço óptimo, a comida excelente e nada caro. Recomendo vivamente. Apareceu lá o Ricardo Araújo Pereira dos Gato Fedorento com a mulher e as filhas. Muito discreto, nada vedeta. Gostei de ver.

João Menéres disse...

Vou mandar-te agorinha uma dele que, se calhar, não conheces...

Beijo.

Georgia disse...

No Brasil tínhamos a expressao: Lata d'água na cabeca, lá vai Maria..."

Virou até música popular.

pureza disse...

Você quando vai a festinhas deixa tudo mundo preocupado. O menéres estava inconsolável e eu, pelo aspecto da gravura e já sabendo como a banda toca achei que v. ainda estava em sono profundo. Estou na corrida, acordei tarde, depois respondo à provocação.

roserouge disse...

Ah, então eras tu?! rsrsrsrs