quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Retrato do Artista Enquanto Jovem - 38ª parte

Este nosso blogueiro andou a estudar para padre. Ele não quer que se saiba, pediu-me segredo, mas eu não resisto. Até porque, olhando para esse ar tão sereno, essa aura de beatitude de quem está em profunda comunhão com Deus e os anjos, só podia mesmo. Olhem as mãozinhas, postas para o céu, a segurar delicadamente o missal e com o terço pendurado! Tempo de inocência e sentimentos puros. Diz ele. Até fez questão de me mandar uma foto da sua primeira comunhão, para que não restassem dúvidas. Parece que foi um padre alucinado que inventou essa batina. Por cá dizemos "que tem capa sempre escapa". O tempo foi passando e o pequeno começou a sentir o apelo da selva. Ainda tentou fazer-lhe frente, mas o chamamento para a vida de pecado foi mais forte do que ele. Mandou com a batina e os padres às urtigas e, desde então, tem vivido feliz e contente a fazer casinhas. Imagino que também fará outras coisas. Quem é, quem é?

31 comentários:

Alice Salles disse...

Não faço idéia!

expressodalinha disse...

Peri?

João Menéres disse...

Foi o 1º nome que me saltou à ideia.
O cenário não é muito de cá, pois não, EXPRESSO?
Infelizmente não o conheço bem. Só de fotografia que está no Varal de Ideias mas de difícil acesso.
Mas, pelo que retenho na memória, a expressão do olhar é exactamente a mesma.
JOGO FORTE NO PERI.

jugioli disse...

Fiquei curiosa!!!!

JU

Eduardo P.L disse...

Jorge,

e como sabes dessas coisas? Que faro!!!Que tino! Nem eu nunca soube!
A Georgia e o Gustavo que se cuidem!

expressodalinha disse...

Simples dedução, meu caro Eduardo!

Anónimo disse...

Então senti o apelo da selva e mandei a batina e os padres às urtigas ? Ótimo ! Devem ter ficado se coçando, em êxtase sensual.

Minhas bençãos a todos, ah, ah.

roserouge disse...

ehehehe...deixem-se ficar aí entretidos a tentar adivinhar quem é o acólito lá de cima que eu estou ali a preparar um post para vocês que vos vai deixar de queixo caído. Não, não são gajas nuas. Só pensam nisso...

GUGA ALAYON disse...

O terror dos Períneos a olhar a calçola da Madre Superiora, antes de ser expulso do congregação

Anónimo disse...

Sr. Alayon
As várias tentativas de visão das partes pudentas da Madre Superiora causaram-me traumas quase sexuais, já que tais calçolas estavam mais para uma barraca de camping que para um biquini fio-dental. Passei anos a meditar que delícias ali se esconderiam para estarem tão cobertas.

Georgia disse...

hahhahahaha, nao sabia que o Peri quase embarcou nessa de ser santo, hahahahahah!!!

Com todos esses pensamentos???

Veja o olhar sonhador???

Mas tenho que dizer que fostes um belo rapaz!!!

roserouge disse...

Um verdadeiro Padre Amaro de Eça de Queiroz...

Lorde Robert Stephenson Smyth Baten- Pauell disse...

Cáro fálso anónimo periclitante, as delícias ali escondidas às sombras sob a barraca de camping estavam a esperar a conhecida tropa de escoteiros para armá-la como faziam diariamente.

Anónimo disse...

Georgia
Devo informar que é pura invencioniceda Sra Roserouge esta história que estudei para padre. Ele delirou ao ver esta batina de primeira comunhão. O mais próximo de um seminário que passei foi pela calçada, indo de um boteco para um baile, em companhias suspeitas.

Lorde R.S.S B-P
ah, ah, e os escoteiros ganhavam um canivetinho suiço para armar o barraco por debaixo da madre ?

PS.como frequento pouco esses blogs, afinal que é esse Peri ?

roserouge disse...

Ninguém diria, caro anónimo, essa foto não deixa margem para dúvidas...

GUGA ALAYON disse...

Se a foto fosse colorida veríamos a cor verdeleitãopalestrino da farda e a origem itálica do
pré-papa em questão. O escudo do alviverde paulista está nas costas por supuesto

Anónimo disse...

Sra Roserouge
Deixa margens, sim.
Poderia ser uma foto ali peloa anos 60, pré-carnavalesca, ao me preparar para um desfile na Av. Rio Branco, no Rio, saindo na ala infantil " Monges da Avenida" de uma das escolas de samba, no enredo " Esplendor da Fé, da Galiléia à Praça de São Pedro, passando pela bafo dos leões no Coliseu ".

Anónimo disse...

Sr. Alayon
Não me interessa esse esporte, também chamado " ópio do povo", que que desvia a atenção das massas populares dos reais problemas que afetam suas vidas e da efetiva participação política nos destinos da nação. Prefiro o golf e o tênis.

Sra. Roserouge
enfim descobri ali em seus links o tal do Sr. Peri. Interessante o blog dele, não ?

Georgia disse...

Quem será quem será? hahahahahah!!!

Isso aqui tá pior que Vitima da Quinta, hahahahhaah!!!

expressodalinha disse...

MAS JÁ DISSE QUEM ERA VAI UMA DÚZIA DE POSTS LÁ PARA CIMA. Uma vocação...

roserouge disse...

Estou farta de me rir com esta história! Estava aqui a esticar a corda ao máximo, mas tenho que dar os parabéns ao nosso grande expresso, foi o primeiro a adivinhar! É o Peri, sim!!!

peri s.c. disse...

Humpf!

Agora caro Jorge pode explicar esta história de "vocação" ?

expressodalinha disse...

Peri: Uma vocação é algo que nos chama, um apelo. No seu olhar está lá... No mínimo é bem representado!

peri s.c. disse...

Jorge
então uma vocação frustrada pelos apelos da vida, eh, eh.

roserouge disse...

Perdeu-se um padre, ganhou-se um arquitecto...

peri s.c. disse...

Nunca as práticas religiosas me encantaram.
O que me encanta ( impressiona ) é a enorme fé que as pessoas tem nelas.
E profissionalmente, aquilo que só a fé é capaz, os grandes, médios e pequenos templos, quando são expressões arquitetônicas verdadeiras da época em que forma construídos.
Preciso um dia ainda conhecer a Sagrada Família.

roserouge disse...

Tens razão. Também sou pouco dada a frequentar igrejas, a não ser para admirar a arquitectura, os azulejos e demais decoração! Era uma dor de cabeça para as catequistas, estava sempre a fazer perguntas incómodas tipo: "então se a Virgem Maria deu à luz Jesus Cristo, como é que continuou a ser virgem? E elas respondiam, muito aflitas, que ele tinha sido parido debaixo dum sovaco da Virgem. Qual deles, o direito ou o esquerdo? Nem sei como é que me deixaram fazer a comunhão...

roserouge disse...

Mas impressiona-me a fé das pessoas, isso sim. O fenómeno "Fátima" é uma coisa que respeito muito. Não partilho, mas respeito e não critico. Cada um tem o direito de encontrar a sua paz interior da maneira que souber melhor. Uma vez num 13 de Maio qualquer estavam lá a Christiane Torloni, a Maria Bethania e um outro actor brasileiro que não me lembro o nome. Estavam todos vestidos de branco e a Torloni chorava que nem uma condenada. Vi na TV.

expressodalinha disse...

Peri: e já agora, se não leu, leia "O Místério das Catedrais" de Fulcaneli. A ligação entre o gótico e os mistérios. O aprecimento dos pedreiros-livres, etc, etc. Muito bom (embora difícil).

peri s.c. disse...

RR
Nunca cheguei a tanto, assistia com uma certa complascência a tentiva de explicação desses dogmas.
Quanto à fé, além de remover montanhas e infelizmente provocar guerras, cria também grandes fluxos turísticos.
Nesse momento Mme. S.C. está congelada aí pelas Europas, conhecendo os santuários franceses, já que ela trabalha nesse segmento de pereginações.
Se não me engano, Paulo Coelho vai à Fátima todos os anos, na passagem de ano.

peri s.c. disse...

Jorge
Obrigado pela sugestão. Já pesquisei, o livro foi publicado aqui e está em catálogo. Vou lê-lo.