terça-feira, abril 07, 2009

Wife Beater

Jamie Foxx - actor e cantor

Snoop Dogg - rapper

Marlon Brando - actor
Robert de Niro - actor

A célebre Wife Beater, que poder-se-á traduzir por "espanca-mulher" é a t-shirt branca de mangas cavas que só devia ser usada como camisola interior e que tomou este nome por estar associada a personagens ou pessoas com a mãozinha leve para as mulheres. Marlon Brando em Um Eléctrico Chamado Desejo (Elia Kazan, 1951), é o responsável pela primeira e mais carismática aparição deste estereótipo no cinema. Também Robert de Niro, no papel de Jake La Motta no filme Touro Enraivecido (Martin Scorcese, 1980), aparece vestido com uma wife beater. Uma versão em cor negra da t-shirt cava era também vulgarmente usada por Ike Turner, famoso - também - pelas suas agressões a Tina Turner quando eram casados. Os casos mais recentes é o ficcional Paulie da série Os Sopranos e, na vida real, Snoop Dogg que, tanto quanto se sabe, não bate na mulher. De sinónimo de mau gosto ou mesmo hábito grotesco, a wife beater tornou-se hoje um fenómeno muito in e é normal vê-la em palcos, usadas por cantores famosos. Até Jamie Foxx, que ganhou o óscar de melhor actor há uns anos atrás pelo seu desempenho no filme Ray, já aderiu à moda da wife beater.
A rainha da pop e o actor Sean Penn casaram-se me 1985, pouco depois de se conhecerem. O casamento durou quatro anos, com os problemas de Penn com a bebida a desempenharem um papel importante. Em 1987, o actor bateu na mulher com um taco de basebol, mas a cantora não apresentou queixa. Dois anos depois, Madonna viu-se atada a uma cadeira e foi agredida por Penn durante horas. Só se conseguiu libertar depois de aceder a ter relações sexuais com ele, aproveitando a oportunidade para fugir e chamar a polícia. Seguiu-se o divórcio, mas Madonna não apresentou queixa contra ele. Agora reparem bem no tipo de t-shirt que Sean Penn tem vestida...
A conturbada relação conjugal de Ike e Tina Turner é quase tão conhecida quanto a música do duo. Casaram-se em 1962 e ficaram juntos durante dezasseis anos. A toxicodependência de Ike, os ciúmes e o declínio da carreira musical da dupla foram algumas das causas apontadas para as agressões a Tina. Em 1976, depois de uma discussão daquelas, Tina fugiu de casa e passou meses a esconder-se dele. O divórcio aconteceria dois anos mais tarde. O filme What Love Got To Do With It? confirmava as agressões. Ike nunca aceitou as acusações, dizendo que apenas lhe tinha dado uns tabefes (????) e que normalmente ela reagia... O músico morreu em 2007 com uma overdose de cocaína. Parece que também gostava de usar aquelas t-shirtzinhas tão lindas...

Whitnet Houston e Bobby Brown juntaram os trapinhos em 1992 e menos de um ano depois nasceu a filha, Bobbi Kristina. A história cor-de-rosa do casal passou a cinzenta no final da década e quando a vida pessoal de Whitney começou a interferir na carreira, os problemas conjugais vieram a público: uso de drogas e agressões mútuas eram as suspeitas. Em 2004, Brown foi acusado de agredir a mulher durante uma discussão e entregou-se às autoridades. Dois anos depois, seguiu-se o divórcio, tendo Whitney Houston ficado com a custódia da filha. Será que Bobby Brown também é adepto da wife beater?

Segundo o dicionário de cultura urbana, as wife beater começaram a ser associadas à violência doméstica com o contributo de personagens de séries como Cops (quando são presos, os homens agressores usam sempre as ditas camisolas) ou Os Sopranos (Tony Soprano também é adepto). Wife Beater é também a alcunha da Stella Artois, uma marca de cerveja belga, normalmente associada à "actividade física" depois dos bares encerrarem. E as camisolas de alças brancas passaram a ser sinónimo de maridos que batem nas mulheres.
E um dos últimos casos de agressão conjugal entre famosos, foi um dos mais chocantes. Foram protagonistas a cantora Rihanna e o namorado Chris Brown. E porquê? Porque ela tem apenas 21 anos e ele ainda não completou 20. Depois do escândalo ter saltado para as páginas dos jornais (vícios privados, públicas virtudes, é coisa do passado) parece que Rihanna já lhe terá perdoado os olhos negros, as feridas no rosto e as dentadas nos braços e orelhas e o casalinho parece já estar outra vez feliz e contente. Whitney Houston já correu a aconselhar a moça: " Não cometas os mesmos erros que eu cometi".

11 comentários:

PAULO LONTRO disse...

E casos destes em Portugal...?
Quem se chega à frente?

roserouge disse...

Não tenhas a mínima dúvida que há e muitos!

Eduardo P.L disse...

Eu aprendo muito com estes posts deste blog! E me pergunto:como consegui viver, até hoje, sem saber disso? srsrsr

Estou brincando, minha amiga Bé!

Bjs e boa noite!

Dulcineia (Lília) disse...

Roserouge,
subscrevo o Eduardo.
Acompanhei estes filmes todos, actores , histórias, mas...
nao me passava pela cabeça as 2wife beater"
Obrigada pela partilha.
Um abraço
Lília

Papagaio Mudo disse...

roserouge,

tás a fazer greve de Papagaio?
uhm..!
também vou fazer.
venho, leio, mas não comento!
:P

gus

roserouge disse...

Ó seu Eduardo, cê já voltou, né?! Tamo aí, mérmão!!

Nããooo, nããããooo, Papagaio, não mi abándona, não, eu vou voltá, vai imbóra, não!!

Alice Salles disse...

Pra mim homem que bate em mulher tem que ir pro inferno! PELAS MÃOS DELAAAAA!

expressodalinha disse...

De facto aprende-se muito nos blogues. Só uma dúvida: quando as mulheres usam "coisa" sem cavas também é perigoso?

peri s.c. disse...

Sempre que visto minhas "wife beater" tenho ganas de espancar Mme. S. C.
Mas fico só na gana, ela é mais forte que eu.

roserouge disse...

Peri, com a disposição de cão que tenho hoje, só mesmo tu me farias rir!

peri s.c. disse...

Oh, que bom . Besteiras fazem bem à saúde.
Também ri quando escrevi.