quarta-feira, novembro 05, 2008

Change We Need


Esta foto deve ter uns 30 anos ou coisa assim, quando Obama ainda andava na escola. Eu diria que é quase premonitória. Brancos a rodearem um preto. Ou um preto no meio de brancos. A América racista, violenta e ignorante a votar num afro-americano? Change we need. Eu diria que a mudança começou hoje mesmo. Agora, é só esperar para ver.

20 comentários:

peri s.c. disse...

Viva a mudança, mas sempre alertas, na América profunda já estão acariciando os gatilhos.

roserouge disse...

Na América profunda e na América elitista também. Os WASP devem estar danados...

Eduardo P.L disse...

Bé, aqui no Brasil é políticamente incorreto chamar preto de negro! Não me pergunte por que?
Aqui na imagem, faltou você citar os amarelos que aparecem...

Bjs

Papagaio Mudo disse...

Os brancos ainda eram maioria naquela época.
Se você pensar que a maioria são os adultos brancos financeiramente independentes que decidem a políca de um país. Vaiver que esse quadro mudou. A maioria se torna minoria.Eduardo, é o contrário. No Brasil é políticamente incorreto chamar o negro de "preto".
Beijos Roserouge,

>¨<

ps: Mas claro, não é porque eu digo claro que mina alma seja menos negra.

Papagaio Mudo disse...

http://www.patrickmoberg.com/november-4-2008.jpg

>¨<

saca só

roserouge disse...

Quando disse "preto" não foi em tom depreciativo, foi para generalizar a coisa. Aqui também só se utiliza a palavra preto, quando se pretende insultar. Não foi o caso, até prefiro que ele tenha ganho, pelo menos há uma esperança que as coisas talvez mudem mesmo. E é verdade, há por ali uns chinocas também. A América multiracial, rsrsrs...

peri s.c. disse...

Essa foto foi feita em Honolulu, os chinocas são havaianos ( descendentes diretos dos grandes reis, dependendo se a biografia é autorizada ou não ).

roserouge disse...

Nós por cá chamamos chinocas a tudo o que tenha olhos amendoados. Mas não é depreciativo, é quase carinhoso.

Eduardo P.L disse...

Claro, que é o contrário: preto é politicamente incorreto, e NEGRO pode! Qual a diferença! Alvo e branco? Que bobagem! Mas é assim! Obrigado Gustavo.

Francisco Castelo Branco disse...

Foi um momento verdadeiramente histórico

Silvares disse...

Pois, sonhemos...

peri s.c. disse...

RR
aqui chamamos de " japas".

expressodalinha disse...

A ver pelas declarações dos populares nas televisões, os brancos nos USA descobriram agora os pretos e amam-se todos muito!!!

peri s.c. disse...

Jorge
Do amor ao sexo, um pequeno passo.
Vem aí uma nova geração americana cheinha de mulatos, eh, eh.

Eduardo P.L disse...

Peri,

ledo engano! Mulato é u a marca registrada dos PORTUGUESES!
Depois os alemães e italianos descobriram e gostaram, mas os americanos do norte ainda levarão um tempo para DESCOBRIR a fórmula!

(;-)

disse...

Que bom que não nos levamos tanto a sério,nada como o humor e as charges geniais que aparecem em momentos como estes...mas que é sério..lá isto é...então sonhemos...!

Papagaio Mudo disse...

Eu sugiro que vejamos a situação, Obamicamente, e não Mackeinicamente.

Abraços,

Gustavo.

ps: por nada, Eduardo.

ortega disse...

Tem piada que na américa o termo depreciativo é "nigger" e não "black". Cá por mim somos é todos pretos, pelo menos na origem: África há 300.000 anos (nem é muito tempo se formos a ver)

roserouge disse...

Algumas rugas e cabelos brancos depois, já consegui pôr a porcaria do site meter, mas ainda não percebi se funciona...esperem lá...

roserouge disse...

Muito bem, já domino a coisa. Preparem-se que, a partir de agora, vem aí chumbo grosso! (estou a falar do sitemeter...)