quarta-feira, dezembro 03, 2008

JAZZLIFE - The sights and sounds of American Jazz


Em 1960, o fotógrafo William Claxton e o conhecido musicólogo alemão Joachim E. Berendt, viajaram através dos Estados Unidos, sempre em direcção aos lugares mais quentes e emblemáticos da música jazz. O resultado desta colaboração, traduziu-se numa espantosa colecção de fotografias e relatos das mais incríveis histórias tanto sobre famosos e lendários músicos como de outros, simples músicos de rua.


O livro JAZZLIFE, o original fruto deste trabalho, tornou-se uma peça de colecção altamente prestigiada entre os fãs de fotografia e música Jazz. Em 2003, a Taschen começou a reunir este tão importante material, bem como muitas outras imagens nunca antes publicadas, documentando magistralmente todas estas viagens e o amor que Claxton e Berendt sentiam pela música Jazz.

Usando todos os benefícios que a tecnologia digital de hoje em dia nos traz, foi restaurado e gravado um CD de músicas que Joachim Berendt tinha produzido nas suas gravações originais e incluído nesta edição. Os fãs de Jazz deliciar-se-ão com uma viagem através dos tempos, tal como Claxton e Berendt viram, ouviram e experimentaram durante o seu périplo.

Esta fabulosa edição inclui fotografias de Charlie Parker, Count Basie, Duke Ellington, Muddy Waters, Gabor Szabo, Dave Brubeck, Stan Getz, Billie Holiday, Ella Fitzgerald, Miles Davis, Charlie Mingus, Thelonious Monk, John Coltrane e muitos mais. Inclui ainda um CD bónus, remasterizado digitalmente a partir de gravações feitas durante esta viagem. O original foi lançado em 1960, em dois LP’s.

O Fotógrafo: William Claxton (1927-2008) entrou para o mundo da fotografia por conta de seu amor à música, por mais estranha que soe a afirmação. Era jovem e colecionava recortes dos seus ídolos de jazz quando resolveu que gostaria de fazer parte daquele universo. Na época, a fotografia era um hobby e o equipamento de que dispunha, uma máquina Speed Graphic 4×5, já era, então, obsoleta. Mas foi com esta câmera que Claxton passou a frequentar os clubes de jazz em Pasadena, California e se foi aproximando de músicos e aprendendo na prática o ofício de fotojornalista. Aprendeu bem e depressa. Para Claxton, a intenção era capturar todos aqueles momentos em que os artistas deixavam de ser artistas e se tornavam, longe do mito, figuras humanas de carne e osso.

A imagem de John Coltrane subindo o palco do festival de Jazz de Newport, em 1960, de olhar apreensivo e concentrado, cenho franzido e a mão crispada presa ao saxofone, com as veias visíveis, é uma das suas fotos mais conhecidas. William Claxton morreu no passado dia 11 de Outubro, na sua casa de Los Angeles.


O Autor: Joachim E. Berendt (1922-2000) foi um dos membros fundadores da South West German Radio (Südwestfunk) e produziu mais de 250 discos. Em 1953, publicou pela primeira vez o livro “Das Jazzbüch”, que depressa se tornou, pelo mundo inteiro, no livro mais importante sobre o tema, alguma vez publicado. A sua colecção de discos, livros e toda a espécie de documentos alusivos ao Jazz, são a base do Instituto do Jazz (Jazzinstitut) em Darmstadt, na Alemanha. Berendt morreu de acidente em 2000.

Este “livrinho”, agora relançado e actualizado pela Taschen, vem numa caixinha, tem capa dura, mede 24,5 x 34,2 cm, tem 552 páginas e custa apenas (pasme-se!) €49,99. Podem, se fazem favor, incluí-lo no cestinho de presentes que, estou certa, me irão oferecer nesta quadra de fraternidade e amor que agora se avizinha. Oh, Pai Natal, que fiz eu para merecer tanto?! (faces ruborizadas de pudor prazenteiro) Obrigadinha, obrigadinha…
Estes simpáticos rapazes aqui na foto de cima, estão cantar "Merry Christmas" para vocês, numa versão muito bluesy, muito jazzy. Não parece, mas estão. Sintam como vos apetecer melhor.

5 comentários:

expressodalinha disse...

Grandes fotos e grandes músicoa. Também para aí uns livros com fotos de jazz... tenho de ver se os encontro. Amanhã volto para comentar em detalhe.

Spark disse...

Tenho alguns livros com fotos de Jazz e uns contêm CDS, mas esta edição acho que está excelente.

Acho que é um documento obrigatório para que gosta de Jazz.

peri s.c. disse...

Que fotos!
Bela postagem, RR.

roserouge disse...

É, este livro parece-me excelente e vendo bem o preço até é mais ou menos aceitável. Para quem gosta de Jazz como eu, acho que é uma obra que faz muuuuuiiiiita falta...

Alice Salles disse...

Esse é o MEU livro! aaaahhhh
O conheci por causa das fotos que tirou do Chet Baker, e apartir dele fui encontrando cada foto que peloamordedeus!!!! Só lenda mesmo pra conseguir. ADORO! Lindo post!