domingo, março 21, 2010

Cão Como Nós

Adorable? Definitely!

Apesar da Primavera ter começado hoje - iiiiuuuuupiiiiii!!! - e perante a ternura das imagens, não resisti a mostrar-vos a campanha da Moncler, uma famosa marca italiana de fatos de esqui e blusões de penas para o Outono-Inverno 2009/2010. A marca contratou o conceituado fotógrafo de moda Bruce Weber que usou como "modelos" os seus próprios golden-retreiver.
Mas esta campanha publicitária não serviu apenas para promover a marca. Teve também como objectivo a generosa doação de parte dos lucros para a instituição de caridade Green Chimneys.
"O mundo da arte e da fotografia fazem parte desde sempre do espírito da Moncler e, cada vez mais, este foi traduzido em iniciativas relacionadas em parcerias com artistas, designers, eventos e directamente para a criatividade das campanhas publicitárias das colecções Moncler. Trabalhar com Bruce Weber é um sonho que se torna realidade", diz Remo Ruffini, presidente e director criativo da marca.


"Queremos agradecer a Bruce pelo seu contínuo apoio ao nosso programa durante tantos anos", diz o fundador da Green Chimneys, Dr. Samuel B. Ross Jr. "Ele não é apenas um fotógrafo extraordinário, mas um filantropo notável com um grande coração. As nossa crianças, animais e funcionários agradecem-lhe por fazer a diferença. Faz com que um dos nossos muitos programas terapêuticos dêem a algumas das nossas crianças uma oportunidade de treinar cães-guias para pessoas com deficiência. Desejamos à Moncler e ao Sr. Ruffini tudo de melhor com a sua nova campanha e agradecer-lhes, também, pela generosa doação ao nosso programa".

Bruce Weber (n. 29 /Março/1946, Greensburg, Pensilvânia) é um fotógrafo de moda norte-americano e cineasta ocasional. Tornou-se conhecido pelas suas campanhas com as casas Calvin Klein, Ralph Lauren, Pirelli, Abercrombie & Fitch, Revlon e Gianni Versace, bem como o seu trabalho para revistas de moda como a Vogue, GQ, Vanity Fair, Elle, Life, Interview e Rolling Stone.

12 comentários:

expressodalinha disse...

Não sei se prefiro as câmaras ou os cães. Ele, decididamente,não. Tem muita barba.

Quase Blog da Li disse...

Definitivamente, prefiro os cães.
Aliás, parece a minha cama com os meus. Uma delícia dormir com eles.
Não conheço a Green Chimneys Children's Services,
vou procurar saber.
beijo Roserouge

Eduardo P.L disse...

Grande post!

roserouge disse...

Eduaaaaaaaaaaaaardoooooooooo!! Há quanto tempo não me davas o prazer da tua visita!! Cá beijinho...

Li, eu também adoro as bichezas, cada vez gosto mais de animais e cada vez como menos carne, já me enjoa. Na minha próxima reencarnação quero ser cão ou gato na minha casa.

Jorge, eu prefiro os cães também. Todas essas fotos dele são auto-retratos.
Descobri isto na Vogue americana de setembro último, já nem me lembrava desta foto. Como não a encontrei na net (essa onde ele está com os cães na cama) arranquei as páginas e fiz um scan. Por isso é que tem aquele risco ao meio.

Quase Blog da Li disse...

Roserouge,
enviei o site para minha filha Rebeca (agora estuda medicina veterinária)e ela já o conhecia; fez parte da sua pesquisa para a monografia na pós-graduação em Psicopedagogia.
Me mostrou e traduziu algumas partes, realmente é maravilhoso; estrutura de primeiríssimo mundo!
Ah, ela também já não come carne...
beijo

(na próxima reencarnação eu venho como andorinha)

João Menéres disse...

Está ali UMA PENTAX 6x7 ( a que tem um punho em madeira).
Logo no 1º plano, mesmo à direita no cantinho, está outra (mas sem punho...).
Tenho 3 corpos dessa excelente câmera.
Agora em repouso. O digital...

Belo post, BÉ!

Um beijo ennnnoooooooooooommmmmeeeeeeeeeee !

roserouge disse...

João, se tu dizes que é uma Pentax, eu acredito, imagina se vou discutir com um profissional...quem sabe, sabe!

Li, eu ainda como carne, mas muito pouco. Não deve ser mau, ser andorinha, rsrsr...

Manuela Coelho disse...

Estão espectaculares as fotografias. Também pareço eu com as minhas :)

roserouge disse...

Olá Manuela, nunca te tinha "visto" por cá, sê bem-vinda.

Esqueci-me de referir que o título do post foi "roubado" ao de um livro de Manuel Alegre que teve um cão que não sabia que era cão. Delicioso!

expressodalinha disse...

NÃO PERCEBI NADA DA CARNE. ENTÃO ELE NÃO COMIA OS MODELOS?

roserouge disse...

Jorge, já te disse para não ires mais ao garrafão...

expressodalinha disse...

Pronto... ok!